Disponível em <https://portal.creaes.org.br/77a-soea-forum-mulher-e-6o-enafisc-integram-a-programacao-do-evento/>.
Acesso em 26/11/2022 às 09h53.

77ª Soea: Fórum Mulher e 6º Enafisc integram a programação do evento

5 de outubro de 2022, às 18h00 - Tempo de leitura aproximado: 3 minutos

A 77ª edição da Semana Oficial de Engenharia e Agronomia (Soea) entrou em seu segundo dia de evento nesta quarta-feira (5/10), em Goiânia (GO), onde estão reunidos milhares de profissionais, empresas, estudantes e representantes de entidades públicas e privadas.

Durante a manhã, no teatro Rio Vermelho, o presidente do Confea engenheiro civil Joel Krüger abriu a mesa de palestras com o tema “Mobilidade Profissional: Certificação de Profissionais e Acreditação de Cursos – Panorama Mundial”. Ao todo foram 5 palestras abordando o exercício profissional da engenharia e agronomia em contexto nacional e internacional.

Ao longo do dia aconteceram dezenas de palestras em diferentes espaços da Soea, contemplando uma grande variedade de temas de diferentes áreas da engenharia, como os impactos transformativos do BIM para a engenharia civil, o marco legal da Energia Própria para a engenharia elétrica e as perspectivas do cenário agropecuário mundial e brasileiro para a agronomia. No espaço Arena, foi dada ênfase à discussão da economia verde e processos de geração de energia sustentável, alinhado ao tema principal do evento: “Tecnologia, Sustentabilidade e Responsabilidade Social para o Desenvolvimento Nacional”.

Além disso, também ocorreu a visita dos presidentes do Confea engenheiro civil Joel Krüger; do Crea-GO, engenheiro civil Lamartine Moreira Júnior; e da Mútua Nacional, engenheiro agrônomo Francisco Almeida, aos estandes da ExpoSoea.

Programa Mulher foi destaque no segundo dia de evento

A programação voltada à equidade de gêneros e participação feminina na engenharia e agronomia continuou na quarta-feira (5/10). No Fórum Mulher, espaço no evento dedicado a temas voltados ao público profissional feminino, ocorreram duas palestras: a primeira entitulada “Pioneirismo do Programa Mulher nos Creas e nas entidades femininas”, ministrada pela engenheira civil Celia Neto e pela engenheira de agrimensura Márcia Virgínia Santos; e a segunda, “Prototipando futuros: inovação genuínada e inteligência coletiva”, realizada pela especialista em inovação Marília Silveira, com moderação da engenheira civil e presidente do Crea-RN Ana Adalgisa Dias Paulino.

Nesse espaço foram discutidos vários aspectos da situação da mulher no âmbito da engenharia e agronomia, como a inserção no mercado de trabalho, equidade de gênero, preconceito e estímulo da participação feminina nos diferentes ambientes historicamente machistas nessas áreas. Também foi reconhecido como a situação vêm melhorando com iniciativas como o Programa Mulher, que tem como foco o combate à discriminação e promoção de melhores condições para mulheres profissionais e graduandas.

6º Enafisc fomenta inovações para o setor de fiscalização

Outro destaque do segundo dia de Soea foi a 6ª edição do Encontro Nacional de Fiscalização do Sistema Confea/Crea (Enafisc). Os debates levantaram questões importantes para o exercício da fiscalização regional e nacional. Houve apresentação de resultados das fiscalizações e alinhamento da metodologia de atuação nos Creas de todo o Brasil.

O gerente adjunto da Unidade de Fiscalização do Crea-ES, engenheiro Fernando Barros, enalteceu a importância do evento para a padronização da fiscalização em âmbito nacional e como isso beneficia o Conselho capixaba: “a gente busca sempre aproveitar as boas práticas e as boas experiências dos Creas do Brasil. Nós somos um Crea de referência, estamos crescendo, temos números muito bons, mas com certeza algum outro Crea faz alguma outra coisa que não conseguimos enxergar. Então o objetivo é buscar as melhores práticas ao redor do Brasil e aplicá-las ao Crea Espírito Santo”, concluiu.

O presidente do Crea-ES engenheiro Jorge Silva, que compôs a mesa do Enfisc, evidenciou o pioneirismo do Conselho capixaba em implementar a fiscalização técnica. “Hoje conciliamos a ação técnica e fiscal ampliando, ainda mais, a qualidade da atividade fim do Crea Espírito Santo. Isso nos trouxe um crescimento de mais de 200% em número de ações, um dado que temos orgulho de carregar.”, afirmou.

Durante sua visita aos estandes dos demais Creas, Jorge parabenizou à equipe organizadora pela excelência da programação e pela engrandecedora capacitação que a Soea está trazendo aos profissionais. “É emocionante ver engenheiros, engenheiros agrônomos e geocientistas unidos em um só propósito: garantir que as profissões da área tecnológica estejam cada vez mais atualizadas e, com isso, garantir um serviço de proeminente qualidade. Trouxemos a maior comitiva de toda a Soea e entendemos que essa é uma oportunidade ímpar de capacitação para os profissionais capixabas.”, concluiu.

A comitiva do Conselho capixaba contou com o apoio e patrocínio da Mútua Nacional e do Confea. Acompanhe a 77° Soea pelo site soea.org.br


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *