Disponível em <https://portal.creaes.org.br/crea-es-constata-risco-grave-em-obra-realizada-na-ponte-agostinho-galdino-em-colatina/>.
Acesso em 24/06/2024 às 17h56.

Crea-ES constata risco grave em obra realizada na Ponte Agostinho Galdino, em Colatina

4 de junho de 2024, às 10h16 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) enviou ofício no último dia 29 de maio ao Corpo de Bombeiros, à Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Espírito Santo e à Prefeitura de Colatina recomendando às autoridades intervenções na Ponte Agostinho Galdino, localizada no Bairro Pedro Vitali, no município, localizado na região Centro Oeste do estado do Espírito Santo.

A determinação, expressa pelo presidente do Crea-ES engenheiro Jorge Silva, é respaldada pelos resultados obtidos nas vistorias técnica e fiscal realizadas na região, no dia 21 de maio. “Após análise multidisciplinar do conjunto de informações coletadas durante a inspeção, bem como os levantamentos de documentos realizados por nossas equipes, constatamos evidências de que há grave e iminente risco na obra de engenharia que está sendo executada na ponte Agostinho Galdino”, alertou o presidente.

A ação do Crea-ES foi demandada por denúncias e demandas de moradores, profissionais e órgãos públicos. O objetivo da ação e orientação do Conselho é mitigar os riscos para trabalhadores, transeuntes e moradores do local. Entre as recomendações emitidas pela instituição, há a orientação de realizar, por meio de empresas e ou profissionais especializados e legalmente habilitados, análise e laudo conclusivo do projeto e da execução da obra.

De acordo com as apurações das equipes do Conselho, existem indícios e evidências de anomalias na estrutura metálica. Sugere-se, também, que observem, de maneira especial, os parafusos e perfis de aço, bem como manifestações patológicas de corrosão na estrutura metálica, localizada abaixo do tabuleiro da ponte, podendo colocar em risco os profissionais que estão trabalhando no local, usuários e pedestres que circulem próximo à região.

As equipes do Crea-ES também recomendam a necessidade de isolamento da área e restrição de acesso ao local até que um laudo, que comprove a estabilidade da estrutura, seja apresentado. O Conselho se colocou à disposição das autoridades para prestar os esclarecimentos que forem necessários.


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *