Disponível em <https://portal.creaes.org.br/crea-es-realiza-primeira-visita-tecnica-do-ano/>.
Acesso em 24/06/2024 às 18h04.

Crea-ES realiza primeira visita técnica do ano

A visita na planta de dessalinização ArcelorMittal foi promovida pelo programa “Da teoria para a prática”

16 de março de 2023, às 12h19 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

A visita na planta de dessalinização ArcelorMittal foi promovida pelo programa “Da teoria para a prática”

Na tarde desta quarta-feira (15/3) uma turma de estudantes visitou a Planta de Dessalinização da ArcelorMittal por meio do “Da Teoria para a Prática”, o programa de visitas técnicas do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES).

A planta de dessalinização de água do mar para fins industriais da ArcelorMittal é a maior do Brasil, com a capacidade inicial de dessalinizar 500 m³/hora de água. A utilização da planta tem o objetivo de substituir parte do volume consumido do Rio Santa Maria da Vitória, permitindo maior disponibilidade do recurso para a sociedade. Diversos profissionais da área tecnológica estão envolvidos no processo de dessalinização, portanto, as visitas buscam oferecer aos estudantes a possibilidade de observarem na prática as atividades industriais.

As visitas do programa “Da Teoria para a Prática” são ações que estreitam as relações entre o Crea e a universidade, possibilitando aos alunos e recém-formados conhecerem de perto as atividades profissionais e o mercado de trabalho. É uma oportunidade de aprender e ter contato na prática com aquilo que aprendem em sala de aula, além de também se familiarizarem com a atuação do Conselho.

Guilherme Ribeiro Silveira é estudante do Ifes de Piúma e foi a primeira vez que teve contato com o ambiente industrial: “Eu achei bastante interessante a visita. Meu pai já trabalhou no alto forno na ArcelorMittal, mas eu nunca soube como funciona, ele só me falava por alto. Hoje eu pude ver de perto mais ou menos como funciona o processo da dessalinização, também nos mostraram um pouco o alto forno… Então, eu achei bem interessante”, contou Guilherme Silveira.


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *