Disponível em <https://portal.creaes.org.br/presidente-do-crea-es-engenheiro-jorge-silva-garante-ajuste-salarial-de-servidores-das-areas-da-engenharia-agronomia-e-geociencias-em-conformidade-com-o-salario-minimo-nacional/>.
Acesso em 27/02/2024 às 16h08.

Presidente do Crea-ES, engenheiro Jorge Silva, garante ajuste salarial de servidores das áreas da engenharia, agronomia e geociências em conformidade com o salário mínimo nacional

23 de janeiro de 2024, às 9h52 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES), Engenheiro Jorge Silva, publicou uma portaria significativa para os servidores do Conselho. O documento garante o ajuste dos salários dos colaboradores das áreas da engenharia, agronomia e geociências da instituição conforme o percentual aplicado ao salário-mínimo nacional, que foi reajustado em 1º de janeiro de 2024.

Esta decisão, amparada legalmente, possui também uma finalidade mais ampla e exemplar. A medida é vista como um marco na valorização do trabalho e na garantia de uma remuneração justa para profissionais.

Além disso, o presidente do Crea-ES enfatiza que a iniciativa serve de exemplo para outras empresas e órgãos públicos que empregam profissionais das áreas tecnológicas. Em suas palavras, Jorge Silva afirma: “O Conselho luta diariamente para assegurar o cumprimento do salário mínimo aos profissionais registrados. Devemos ser um exemplo para todos os demais órgãos e empresas, garantindo que nossos profissionais sejam justamente remunerados.”

Esse compromisso do Crea-ES com a valorização profissional e a justiça salarial ressalta a importância de políticas que garantam remunerações adequadas, especialmente em campos especializados como engenharia, agronomia e geociências. A medida tomada pelo Conselho é um passo importante para o cumprimento de normas trabalhistas e para o reconhecimento da importância dos profissionais no mercado de trabalho.


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *